amc3
Segurança Pública

Guarda Municipal de Porto Alegre completa 127 anos

.

21/11/2019 17h06
Por: Moises Pacheco

Os 127 anos da Guarda Municipal de Porto Alegre foram comemorados nesta quinta-feira com uma solenidade na Orla Moacyr Scliar, próximo ao posto da corporação. Na solenidade, que contou com a presença do prefeito Nelson Marchezan Júnior, do secretário municipal de Segurança, Rafael Oliveira, e de integrantes da Brigada Militar, do Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Sul e da Polícia Civil, foi realizada a entrega de comendas para homenagear personalidades ligadas à área da Segurança Pública da cidade.

Criada por um decreto municipal em 1892, tem como atribuição proteger o patrimônio público, escolas, postos de saúde e repartições. Com a lei que instituiu a Secretaria Municipal de Segurança, em 2012, passa a ter novo perfil de treinamento e capacitação constantes. Em 2017, com a criação da Ronda Ostensiva Municipal (Romu), a Guarda Municipal consolida-se como referência para a população, a partir da atuação deste grupamento operacional diretamente na segurança da cidade, 24 horas ao dia, sete dias por semana.

O prefeito destacou a importância do trabalho da Guarda Municipal para a cidade de Porto Alegre que é a mais antiga do Brasil. O prefeito destacou que foram promovidas mudanças importantes na administração pública, com uma postura mais proativa da Guarda como órgão de segurança. "Criamos a Romu e o cercamento eletrônico, que diminuiu a quantidade de furtos e roubos”, destacou.

Segundo Nelson Marchezan Júnior, a Guarda Municipal de Porto Alegre quer ser a melhor do Brasil e será a maior parceira dos órgãos de segurança, sem intrometer-se nas responsabilidades da Brigada Militar, Polícia Civil e outros órgãos da segurança pública. O secretário municipal de Segurança Pública, Rafael Oliveira, afirmou que valorizar a corporação traz benefícios à população. “Os guardas municipais têm cumprido seu papel de assegurar o direito de ir e vir das pessoas, para que tenham tranquilidade de andar nas ruas, sair para trabalhar e aproveitar parques e praças com suas famílias”, ressaltou.

O comandante da Guarda, Marcelo do Nascimento, afirmou que a missão da instituição é fazer uma cidade melhor e com mais qualidade de vida. Atualmente, a corporação conta com 403 guardas municipais (60 deles da Romu), 40 viaturas e 15 motos. De janeiro a outubro de 2019, foram 814 abordagens realizadas, 459 operações, 65 pessoas conduzidas ou presas e 14 recapturas de foragidos.

Durante a comemoração dos 127 anos, na Orla do Guaíba, foi concedida pela primeira vez a Comenda da Guarda Municipal a pessoas e instituições que cooperaram nas atividades operacionais e administrativas em 2019. Entre elas, estão o governo do Estado, a Brigada Militar (BM), a Polícia Civil e o Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Sul, além de guardas municipais, em reconhecimento por bravura e tempo de serviço.

Os agraciados foram o vice-governador e secretário de Segurança Pública, delegado Ranolfo Vieira Júnior, o comandante-geral da BM, tenente-coronel Rodrigo Mohr Picon, o 1º Batalhão de Polícia de Choque, tenente-coronel Cláudio dos Santos Feoli, a chefe de Polícia, delegada Nadine Anflor, e o titular da Delegacia de Polícia Regional de Porto Alegre, delegado Fernando Soares. 

Também foram homenageados o guarda municipal mais antigo - Lauro Silveira da Silva que exerceu a função de comandante de 2000 a 2004. Por ato de bravura, os guardas Ivan Marques de Oliveira e Leonir Barbosa Strieder. A mulher mais antiga na corporação, Rita Beatriz Camargo, com 26 anos de serviço. E por tempo de serviço, os guardas municipais Gabriel Nunes Henrique (50 anos), Jorge Perez da Silva (40 anos), Antônio Candinho (40 anos) e Luis Carlos Gomes Medeiros (39 anos).

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.