amc3
Esporte

Esportes |Libertadores da América: Grêmio dá vexame, sofre 5 x 0 do Flamengo

.

23/10/2019 23h32
Por: Moises Pacheco

O Grêmio viveu uma noite para se esquecer no Maracanã. Após equilibrar as ações em parte do primeiro tempo e ver o time iniciar melhor que na Arena, viu tudo ruir com um gol no fim da etapa inicial. E, no segundo tempo, o jogo virou pesadelo. Na noite desta quarta-feira, o Flamengo atropelou o Tricolor por 5 a 0, e se garantiu na decisão da competição continental.

O primeiro gol foi marcado por Bruno Henrique, aos 41 minutos. Na segunda etapa, Gabigol contou com desvio em Pablo Marí para marcar o segundo e, de pênalti fazer o 3 a 0. Depois, Marí e Rodrigo Caio, ambos de cabeça, fecharam o placar em 5 a 0.

O resultado coloca o Flamengo na sua segunda decisão de Libertadores na História, 38 anos depois. Na final de 1981, o rubro-negro bateu o Cobreloa, do Chile. A final acontece em Santiago, no Chile, no dia 23 de novembro.

Na decisão, o adversário será o River Plate de Marcelo Gallardo. O time argentino garantiu vaga na decisão após mesmo após a derrota para o Boca na Bombonera, na noite de terça-feira, por 1 a 0, já que na partida de ida, no Monumental, o River venceu por 2 a 0. Os "Millionarios" irão em busca de seu quinto título da competição. Após a eliminação na Libertadores, o Grêmio volta a campo no domingo, às 16h, na Arena, contra o Botafogo. O jogo é válido pela 28ª rodada da competição.

Bem postado, Grêmio é castigado com gol no fim

Conforme já havia sido adiantado ao longo da semana, o Grêmio não teve Luan e Jean Pyerre, ambos fora por lesão. Assim, Renato optou por iniciar com três volantes, com Michel, Matheus Henrique e Maicon. Na lateral direita, optou por Paulo Miranda. No comando de ataque, iniciou a partida com André no lugar de Diego Tardelli. á o Flamengo de Jorge Jesus, apesar das lesões ao longo do mês, conseguiu recuperar todos os jogadores a tempo. Assim, começou a partida exatamente com o mesmo time que havia empatado com o Grêmio na Arena em 1 a 1 no início de outubro. Na lateral direita, Rafinha iniciou a partida, e o meia De Arrascaeta, que poderia começar no banco, também saiu jogando.

Nos primeiros minutos, ao contrário do que se esperava, foi o Grêmio quem ficou com a bola no campo do adversário. O cenário foi diferente até mesmo do que havia acontecido na Arena, quando o Flamengo dominou o jogo desde o início. No entanto, logo o Flamengo igualou as ações. Aos 11 minutos, criou duas chances em sequência. Na melhor delas, Gabigol cabeceou após cruzamento da direita, para defesa de Paulo Victor.

Aos 18 minutos, o Grêmio teve sua primeira boa chance. Everton recebeu em velocidade pelo lado esquerdo, e invadiu a área, buscando a jogada pessoal sobre o lateral Rafinha. Ele puxou para a linha de fundo, finalizou forte e Diego Alves deu rebote para dentro da área. Maicon dividiu e chegou a finalizar, mas bateu prensado com Filipe Luís, e o goleiro do Flamengo ficou com a bola. O ritmo do Flamengo era inferior àquele imposto no confronto de ida, na Arena. Ainda assim, a qualidade técnica de seus jogadores gerava boas situações de gol. Foram 9 finalizações contra duas do Grêmio, além da maior posse de bola: 63 a 37%.

 

*com informações do site correio do povo

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.