amc3
b5
RS

Operação de estreia da comissão de emergências ambientais

.

11/10/2019 14h36
Por: Clairton Borba

A primeira ação da nova Comissão Estadual de Prevenção, Preparação e Resposta Rápida a Emergências Ambientais Envolvendo Produtos Químicos Perigosos (P2R2), fiscalizou 224 veículos nas rodovias do Rio Grande do Sul. O trabalho foi coordenado pela Defesa Civil do Estado com o apoio de agentes de todos os órgãos estaduais e federais integrantes da comissão na quinta-feira (10/10).

A fiscalização de transporte rodoviário de produtos perigosos foi realizada de forma simultânea em quatro municípios do RS: Bom Princípio, Osório, Passo Fundo e Pelotas. Foram efetuadas ações de abordagem e orientação de motoristas.

No total, 224 veículos foram abordados, 193 fiscalizados, 86 notificados, 72 condutores orientados e oito veículos retidos. Uma pessoa foi presa durante a operação por crime ambiental. O Departamento Autônomo de Estradas e Rodagem (Daer) realizou a pesagem de 589 veículos. A última operação desse tipo no Estado foi realizada há nove anos.

Participação de 107 agentes

A ação teve como objetivo praticar a prevenção, orientando os motoristas sobre a importância dos cuidados na condução segura e os riscos presentes em cada produto, também ressaltando a necessidade de conservação e manutenção dos equipamentos de proteção individual e da emergência do próprio veículo.

A atividade contou com a presença de 107 agentes e servidores da Defesa Civil, Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam), Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Comando Rodoviário da Brigada Militar, Corpo de Bombeiros Militar, Polícia Rodoviária Federal (PRF), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Secretária da Saúde, vigilâncias sanitárias municipais e Daer.

 

 

 

 

Texto: Camila Santos/Ascom Defesa Civil/Edição: Marcelo Flach/Secom

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários