amc3
b5
Tecnologia

Eleições 2018 |WhatsApp confirma que empresas enviaram mensagens em grandes quantidades

.

08/10/2019 23h38
Por: Clairton Borba

O gerente de políticas públicas e eleições globais do WhatsApp, Ben Supple, confirmou em palestra na Colômbia, na sexta-feira (4), que o aplicativo sabe que empresas enviaram mensagens em massa nas eleições do ano passado no Brasil. O objetivo era chegar a grandes grupos, com públicos maiores. Mas, ao fazer isso, elas violaram as regras do serviço. Segundo Supple, que falou durante evento sobre jornalismo da Fundação Gabo, em Medellín, o WhatsApp está ciente dessas irregularidades.

O executivo afirmou ainda que o aplicativo está investigando grupos grandes, que podem ser acessados por links públicos. De acordo com ele, a companhia recebeu muitas informações de grupos da sociedade civil e de investigadores brasileiros. Eles citaram que esses grupos públicos eram usados para disseminar conteúdo e mensagens no WhatsApp.

Procurado pelo G1, o serviço de mensagens enviou nota nesta terça-feira (8) afirmando que "antes do segundo turno da eleição do ano passado, o WhatsApp anunciou que já tinha banido centenas de milhares de contas por tentativa de envio em massa ou automatizado de conteúdo durante o período eleitoral".

Entre os números bloqueados, estavam contas usadas pelas agências Quickmobile, Yacows, Croc services e SMS Market.

As quatro foram citadas em uma reportagem do jornal "Folha de S.Paulo" que afirmou que elas foram contratadas por apoiadores de Jair Bolsonaro (PSL) para supostamente disparar pacotes de mensagens contra o PT, partido de Fernando Haddad, adversário de Bolsonaro no segundo turno.

O WhatsApp não informou, na época, o número exato de contas bloqueadas, mas disse que tomaria medidas legais imediatas para impedir que empresas enviassem mensagens em massa.

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários