amc3
b5
RS

Dois suspeitos de assalto a banco são mortos pela Brigada Militar

.

01/09/2019 14h23
Por: Moises Pacheco

Dois homens suspeitos de terem assaltado uma agência do Banrisul em Santana da Boa Vista, na última sexta-feira (30), foram mortos em confronto com a polícia na noite de sábado (31). De acordo com a Brigada Militar (BM), os suspeitos entraram em confronto com os brigadianos em uma mata nas proximidades da BR-392, perto da ponte do Rio Camaquã, por volta das 23h30min.

A BM encontrou uma sacola de dinheiro com os homens. A quantia não foi informada, mas a polícia acredita que se trate de ao menos parte do valor roubado da agência bancária. Os brigadianos também apreenderam três armas com os suspeitos – uma longa, calibre 12, um revólver e uma pistola.

Os assaltantes estariam tentando fugir a pé, em meio ao mato, quando esbarraram com policiais do 2º Batalhão de Polícia de Choque da BM, de Santa Maria, que auxiliam no cerco montado desde sexta-feira no município. Segundo a polícia, os suspeitos começaram a atirar, dando início ao confronto. O nome dos homens mortos não foram informados. Nenhum policial ficou ferido na ação.

Quatro homens assaltaram o banco. Um deles foi preso na sexta-feira, e outro segue sendo procurado pela polícia. Por isso, o cerco continua na região. Depois de roubar a agência, na manhã de sexta-feira, os criminosos montaram um cordão humano para auxiliar na fuga e levaram três reféns – uma funcionária do banco e os dois clientes. Eles foram liberados em uma estrada de chão batido, no interior do município, sem ferimentos.

Não foi a primeira vez que a agência do Banrisul foi alvo de criminosos. De acordo com o prefeito de Santana da Boa Vista, município de 8 mil habitantes na Região Sul, Arilton de Oliveira Freitas, o mesmo banco sido assaltado há seis meses.

 

 

 

*Com informações do site gaúchazh

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.